sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Randomized crossover study to examine the necessity of an injection-to-meal interval in patients with type 2 diabetes and human insulin



Diabetes Care 2013, 36(7):1865-9.
http://care.diabetesjournals.org/content/36/7/1865.long

Trata-se de ensaio clínico randomizado aberto, crossover, de não-inferioridade que avaliou o benefício do intervalo entre aplicação de insulina regular e a refeição. Foram randomizados 100 pacientes com DM2, entre 40-80 anos, em uso de insulina regular. Foram excluídos pacientes com HbA1c > 9%, IMC < 25 kg/m2, gestantes ou com plano de gestar, com transtornos alimentares ou outras doenças psiquiátricas e pacientes oncológicos. Os pacientes selecionados eram obesos (IMC 33-34 kg/m2), com bom controle glicêmico (HbA1c ~7%) e com 12-13 anos de doença em média. Após 4 semanas de run-in, os pacientes foram divididos em 2 grupos, um orientado a fazer intervalo de 20 minutos entre a dose da Insulina e a refeição (IIR) e o outro a não fazer intervalo. Após 12 semanas do inicio da intervenção, os pacientes do primeiro grupo eram orientados a não fazer intervalo e os do segundo a fazer o IIR de 20 minutos por 12 semanas (crossover). Foram avaliados HbA1c, glicemias médias, hipoglicemias, qualidade de vida (questionário AAQoL), satisfação com o tratamento (questionários DSTQ e DSTQc) e preferência do paciente. A análise de não-inferioridade foi feita se definindo uma margem de não-inferioridade de 0,3%. A amostra foi calculada para ter poder 80% e estimando perdas de 25%. Teste t de student foi utilizado para análise do tratamento e dos efeitos carry-over e do período. Ao final do estudo houve 4 perdas (2 em cada grupo).
Em relação à HbA1c, não fazer o IIR não foi inferior em relação a fazê-lo. Pacientes que não fizeram IIR apresentam maior satisfação com o tratamento. Não houve diferença para os demais desfechos analisados. Não houve episódios de hipoglicemias graves. Ao final do estudo 86,5% optaram por não fazer IIR. Durante o clube foram discutidos os seguintes pontos:
·         A recomendação do IIR é baseada em pequenos estudos em pacientes com DM1 e em uso de insulina suína, que foram extrapolados para a insulina humana baseados na similaridade das duas em estudos de farmacocinética e farmacodinâmica;
·         O perfil dos pacientes do estudo (obesos com bom controle glicêmico) não é o que mais potencialmente se beneficiaria do IIR (DM descompensado, insulinopênicos).

Pílula do Clube: Em pacientes com DM2 obesos e com bom controle glicêmico, o intervalo entre a aplicação da insulina e a refeição pode ser omitido sem acarretar piora do controle glicêmico.


Discutido no Clube de Revista de 28/09/2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anabolic Effects of Nandrolone Decanoate in Patients Receiving Dialysis A Randomized Controlled Trial

Kisten L. Johansen, Kathleen Mulligan, Morris Schambelan JAMA 1999, 281(14):1275-81 https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticl...