segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Urinary Sodium and Potassium Excretion, Mortality, and Cardiovascular Events

Martin O’Donnell, Andrew Mente, Sumathy Rangarajan, Matthew J. McQueen, Xingyu Wang, Lisheng Liu, Hou Yan, Shun Fu Lee, Prem Mony, Anitha Devanath, Annika Rosengren, Patricio Lopez-Jaramillo, Rafael Diaz, Alvaro Avezum, Fernando Lanas, Khalid Yusoff, Romaina Iqbal, Rafal Ilow, Noushin MohammadifardSadi Gulec, Afzal Hussein Yusufali, Lanthe Kruger, Rita Yusuf, Jephat Chifamba, M.Phil., Conrad Kabali, Gilles Dagenais, Scott A. Lear, Koon Teo, M.B, and Salim Yusuf, for the PURE Investigators

N Engl J Med 2014, 371(7):612-23.

            O estudo PURE (Prospective Urban Rural Epidemiology) é uma coorte epidemiológica realizada em 17 países, reunindo mais de 156 mil pessoas entre 35 a 70 anos para avaliar a relação entre consumo de sal e mortalidade. Foi coletada amostra de urina de todos os participantes e utilizada a fórmula de Kawasaki para estimar a excreção de sódio urinário de 24h. Para este braço do estudo, 101.495 participantes, sendo 42% deles chineses, foram acompanhados por uma média de 3,7 anos. O desfecho primário (morte e evento cardiovascular maior) ocorreu em 3.317 participantes (3,3%): 1.976 pacientes morreram (sendo 650 por causas cardiovasculares), 857 tiveram infarto do miocárdio, 872 acidente vascular cerebral e 261 desenvolveram insuficiência cardíaca. Ao comparar a excreção urinária estimada de sódio de referência (4 a 5,9 g/dia), os pacientes com excreção de sódio acima de 7g por dia, apresentaram maior risco do desfecho primário (OR 1,15 com IC95% 1,02 a 1,30). Um aumento no risco de desenvolver desfecho também foi encontrado naqueles pacientes com menor excreção de sódio (<3g/dia), com OR 1,27 (IC95% 1,12 a 1,44). Além disso, excreção reduzida de potássio (<1,5g/dia) esteve associada a aumento de risco do desfecho primário. Durante o clube foram levantados os seguintes pontos:
·         O estudo tem como ponto forte o grande número de pacientes avaliados em diversas regiões do mundo, porém uma importante parcela da amostra era constituída por chineses;
·         A fórmula utilizada para estimar a excreção urinária de sódio e potássio de 24 horas a partir de amostra de urina, apesar de apresentar limitações, foi validada previamente;
·         A curva em J entre a excreção de Na/K e o desfecho de interesse poderia ser explicada pela ativação do sistema renina-angiotensina-aldosterona em pacientes que ingerem menos de 3g de sódio por dia;
·         Há possibilidade de causalidade reversa: pacientes mais graves ingerindo menor quantidade de sódio por orientação médica/nutricional;
·         Por se tratar de estudo observacional, deve-se levar em conta fatores confundidores residuais.

Pílula do Clube: Tanto a excreção aumentada de sódio (>7g/dia), quanto a excreção reduzida de potássio (<3g/dia) estão associadas a aumento de desfechos cardiovasculares.


Discutido no Clube de Revista de 19/09/2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lower versus Traditional Treatment Threshold for Neonatal Hypoglycemia

van Kempen AAMW, Eskes PF, Nuytemans DHGM, van der Lee JH, Dijksman LM, van Veenendaal NR, van der Hulst FJPCM, Moonen RMJ, Zimmermann LJI...