terça-feira, 22 de julho de 2014

Long term maintenance of weight loss with non-surgical interventions in obese adults: systematic review and meta-analyses of randomised controlled trials

S U Dombrowski, K Knittle, A Avenell, V Araújo-Soares, F F Sniehotta
BMJ 2014;348:g2646

Trata-se de revisão sistemática com meta-análise de ensaios clínicos randomizados (ECRs) com o objetivo de avaliar os tipos e efetividade das intervenções para manutenção da perda de peso em adultos obesos. A busca de dados foi realizada nas bases de dados Medline, PsycINFO, Embase e Cochrane. Os critérios de seleção foram ECRs com intervenções para manutenção da perda de peso em adultos (≥ 18 anos) após perda inicial  ≥ 5% do peso e seguimento ≥ 12 meses de manutenção peso.  O desfecho avaliado foi o peso no 12º mês. Foram incluídos 45 estudos envolvendo 7.788 indivíduos. Intervenções com dieta e atividade física em conjunto resultaram numa diferença de peso de -1,56 Kg (IC95% -2,27 a -0,86 kg) em relação ao placebo no reganho de peso. Orlistat combinado com mudanças no estilo de vida resultou em -1,8 kg (IC95% -2,54 a -1,06 kg) de diferença em relação ao placebo. Todos os estudos com orlistat reportaram eventos adversos mais frequentes do que com placebo. Uma relação dose-resposta foi encontrada com orlistat: doses de 120 mg três vezes ao dia demonstraram maior manutenção na perda de peso (−2.34 kg, −3.03 a −1.65) comparada a doses de 60 mg e 30 mg três vezes ao dia (−0.70 kg,  −1.92 to 0.52). Durante o clube de revista os seguintes pontos foram ressaltados:
  • Não foi descrita a estratégia de busca utilizada pelos autores;
  • Esta metanálise sugere que é possível reduzir o reganho de peso através de medidas comportamentais ou farmacológicas, mas a força de evidência é limitada devido pela heterogeneidade moderada entre os estudos;
  • Os resultados dos estudos são apenas nos participantes que completaram a intervenção em 22 dos 23 ensaios. O dropout durante os estudos foi considerável, dificultando a extrapolação dos dados para a prática clínica;
  • Deve-se levar em consideração que 17 estudos tinham financiamento da indústria farmacêutica;
  • A maioria dos estudos era em mulheres, população americana principalmente e com diferentes formas de perda de peso inicial, o que pode dificultar a extrapolação dos resultados;
  • A dose de Orlistat que teve melhor resposta foi a de 120mg três vezes ao dia que, além de onerosa, possui mais efeitos adversos (um grande limitante do uso);
  • Foram incluídas diversas outras intervenções para a manutenção da perda de peso que não tiveram evidência de efetividade, mas eram poucos estudos e poucos participantes.


Pílula do Clube: Na manutenção da perda de peso em adultos obesos, mudanças no estilo de vida (dieta somada à atividade física) e/ou o uso de orlistat parecem ser estratégias benéficas.

Discutido no Clube de Revista de 02/06/2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anabolic Effects of Nandrolone Decanoate in Patients Receiving Dialysis A Randomized Controlled Trial

Kisten L. Johansen, Kathleen Mulligan, Morris Schambelan JAMA 1999, 281(14):1275-81 https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticl...