segunda-feira, 6 de julho de 2015

Effects of Naltrexone Sustained-Release/Bupropion Sustained-Release Combination Therapy on Body Weight and Glycemic Parameters in Overweight and Obese Patients With Type 2 Diabetes

Priscilla Hollander, Alok K. Gupta, Raymond Plodkowski, Frank Greenway, Harold Bays, Colleen Burns, Preston Klassen, Ken Fujioka

Diabetes Care 2013, 36(12):4022-9.

Trata-se de ensaio clínico randomizado (COR-Diabetes), com duração de 56 semanas, que se estendeu de maio de 2007 a junho de 2009, para avaliar eficácia e segurança da combinação naltrexone 32 mg + bupropiona 360mg (NB) quanto à perda de peso em pacientes com DM tipo 2 e obesidade. Foram incluídos pacientes adultos com HbA1c entre 7-10%, em uso ou não de antidiabéticos orais, pressão arterial < 145/95 mmHg e IMC 27-45 Kg/m². Foram excluídos usuários de insulina. Todos os participantes recebiam prescrição de dieta hipocalórica e orientações para mudança de estilo de vida (MEV). Foram randomizados 505 pacientes (335 para intervenção - orientações básicas + NB 8mg/90mg, comprimidos de liberação prolongada, 170 para placebo - orientação básica). As doses eram escalonadas semanalmente até alvo de 2 comprimidos 2 vezes/dia. Definiu-se como desfecho primário o percentual de mudança do peso corporal e percentual de participantes que atingiu redução do peso ≥ 5% em 56 semanas. Também se avaliou mudanças na HbA1c, perfil lipídico e redução de peso ≥ 10%. Os resultados foram analisados por intention to treat modificado (NB = 265; placebo = 159). No grupo NB houve perda de 5% do peso vs. 1,8% no grupo placebo (P < 0,001), perda corrigida de 3,2% (~3,4 Kg). Mais pacientes no grupo NB atingiram redução ≥ 5% (44,5 vs. 18, 9%, P < 0,001) e ≥ 10% (18,5 vs. 5,7%, P > 0,001) do peso corporal, comparando-se ao placebo. Houve redução de -0,6 pontos percentuais na HbA1c no grupo NB (-0,6% vs. -0,1%, P < 0,001), uma diferença de 0,5% entre os grupos. Houve mais efeitos adversos no grupo NB, principalmente náusea (42% vs. 7%), constipação (18% vs 7%) e vômitos (18% vs 3,6%). A pressão arterial não foi diferente entre os grupos, mas o grupo placebo teve uma tendência à redução tanto sistólica como diastólica não observada no grupo intervenção. A taxa de dropout do estudo (45%) compreendeu 48% dos pacientes do grupo NB, 30% por efeitos adversos. Os outros estudos avaliando a mesma combinação em pacientes não diabéticos (COR I, II e BMOD) apresentaram dropout semelhante, porém perda de 6-9% do peso. Durante o Clube, foram assinalados os seguintes pontos:
  • Tratamento com NB 36/360mg por 1 ano levou à perda corrigida de 3,2% do peso corporal, acompanhada da redução de 0,5% na HbA1c em pacientes com DM e obesidade, perda de peso que foi menor do que a observada nos estudos COR que não arrolaram pacientes com DM;
  • Possível efeito hipertensor da bupropiona pode limitar os benefícios da perda de peso quanto ao controle de fatores de risco cardiovascular;
  • Náusea foi efeito adverso proeminente, que limitou a adesão, incidindo especialmente nos usuários de metformina;
  • Principais limitações: dropout elevado, exclusão de usuários de insulina e agonistas do GLP1;


Pílula do clube: Embora a combinação NB tenha determinado perda de peso em pacientes com DM e obesidade, a elevada incidência de eventos adversos e potencial efeito hipertensor poderão limitar seu uso. Como não foram avaliados desfechos duros, e as perdas foram grandes, o uso desta opção medicamentosa nesse subgrupo de pacientes não parece ser vantajosa por enquanto.


Discutido no Clube de Revista de 27/04/205/15.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultrasonographic and clinical parameters for early differentiation between precocious puberty and premature thelarche

Liat de Vries, Gadi Horev, Michael Schwartz, and Moshe Phillip European Journal of Endocrinology 2006, 154:891–898 ht...