sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Effect of Self-monitoring and Medication Self-titration on Systolic Blood Pressure in Hypertensive Patients at High Risk of Cardiovascular Disease. The TASMIN-SR Randomized Clinical Trial

Richard J. McManus, Jonathan Mant, M. Sayeed Haque, Emma P Bray, Stirling Bryan, Sheila M. Greenfield, Miren I. Jones, Sue Jowett, Paul Little, Cristina Penaloza, Claire Schwartz, Helen Shackleford, Claire Shovelton, Jinu Varghese, Byan Williams, F.D. Richard Hobbs.

JAMA – August 27, 2014 – Volume 312, Number 8

Este ensaio clínico randomizado (ECR) aberto foi realizado na Inglaterra, onde 51 médicos de família selecionaram pacientes para automonitorização domiciliar de pressão arterial (PA) e ajuste do esquema de anti-hipertensivo (grupo intervenção) vs. acompanhamento convencional, entre março e dezembro de 2011. Todos os pacientes eram de alto risco cardiovascular (doença cardiovascular prévia, diabetes e/ou doença renal crônica). O grupo intervenção (278 pacientes) foi treinado para aferir a PA sistematicamente e entrar em contato com os médicos de família para ajuste do tratamento conforme critérios pré-definidos. O grupo convencional (277 pacientes) permaneceu em acompanhamento a critério da demanda do médico de família. Houve menor PA sistólica (desfecho primário) em 6 meses [-6.1 mmHg (2.9 – 9.3)] e em 12 meses  [-3.4 mmHg (1.8 – 5.1)] no grupo intervenção e menor PA diastólica em 6 meses [-3.0 mmHg (1.4 – 4.7)] e 12 meses [-9.2 mmHg (5.7 – 12.7)] no grupo intervenção. Quanto aos desfechos secundários, houve aumento do número de medicações anti-hipertensivas em uso em ambos os grupos, mais pronunciado no grupo intervenção. Não houve diferença para ocorrência de eventos adversos ou qualidade de vida entre os grupos. Durante o Clube de Revista, os seguintes pontos foram discutidos:
  • A seleção da amostra foi influenciada por conveniência dos médicos da família, que eram livres para escolher os pacientes a participar do estudo, o que pode ter trazido algum viés de seleção;
  • Os mesmos médicos acompanharam tanto o grupo intervenção quanto o grupo convencional, podendo o protocolo instituído no primeiro grupo influenciar no atendimento dos pacientes do segundo grupo;
  • Houve limitação de uso de até três anti-hipertensivos para inclusão no estudo, o que excluiu pacientes mais graves.

Pílula do Clube: A automonitorização de PA, com acompanhamento próximo do médico para ajuste do tratamento, pode auxiliar no melhor controle dos níveis tensionais em paciente de alto risco cardiovascular.


Discutido no Clube de Revista de 29/09/2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anabolic Effects of Nandrolone Decanoate in Patients Receiving Dialysis A Randomized Controlled Trial

Kisten L. Johansen, Kathleen Mulligan, Morris Schambelan JAMA 1999, 281(14):1275-81 https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticl...