segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Is Butter Back? A Systematic Review and Meta-Analysis of Butter Consumption and Risk of Cardiovascular Disease, Diabetes, and Total Mortality

Laura Pimpin, Jason H. Y. Wu, Hila Haskelberg, Liana Del Gobbo, Dariush Mozaffarian

PLoS One 2016, 11(6):e0158118. 

Trata-se de revisão sistemática com metanálise de estudos observacionais prospectivos com o objetivo de avaliar a associação entre o consumo de manteiga e desfechos clínicos relevantes em longo prazo (morte por todas as causas, eventos cardiovasculares – IAM e AVC – e incidência de diabetes). Foram incluídos na busca ensaios clínicos randomizados e estudos observacionais publicados até 2015, em adultos. Foram critérios de exclusão: doenças terminais, seguimento/intervenção < 3 meses, consumo de manteiga não separado de outros laticínios ou gorduras e análise de efeito não ajustada. A qualidade dos estudos foi avaliada pela escala de Newcastle-Ottawa. Foi conduzida análise de dose-resposta (1 dose = 14g de manteiga = 1 colher de sopa). Viés de publicação foi aferido com escala visual e teste de Egger; foram feitos ajustes para estudos hipoteticamente faltantes. Participaram da análise final 9 publicações de alta qualidade, que incluíam 15 estudos de coorte, todos feitos na Europa e Estados Unidos. A população estudada foi que 636,000 indivíduos ou 6,5 milhões de pessoas-ano, idade de 44 a 71 anos. A ingestão de manteiga foi avaliada por questionário e variou entre 4,5g/dia (0,3 porção) e 46g/dia (3,2 porções) entre os estudos. Mortalidade global foi analisada em duas publicações (379.763 participantes e 28.271 mortes), com resultado de aumento em 1% do risco de óbito com o consumo de uma porção de manteiga ao dia (RR 1,0134; IC95% 1,0003-1,0266; P=0,045); e baixa heterogeneidade entre os estudos. O risco de eventos cardiovasculares (total e qualquer), de IAM isolado e de AVC isolado não foram maiores com o consumo de uma porção de manteiga ao dia. Em relação ao diabetes mellitus, houve redução em 4% no risco de sua incidência com o consumo de 14g de manteiga ao dia (RR 0,96; IC95% 0,93-0,99; P=0,021); os 4 estudos incluídos apresentaram baixa a moderada heterogeneidade entre si. A avaliação visual do funnel plot e o teste de Egger mostraram baixa evidência de assimetria ou presença de efeito de pequenos estudos para eventos cardiovasculares e diabetes; tal análise não pode ser feita para morte por todas as causas pelo pequeno número de estudos incluídos. Já a análise de Trim and Fill mostrou um estudo faltante para diabetes; caso adicionado, ainda assim se manteria redução significativa de 5% no risco de incidência de diabetes com o consumo de 1 porção de manteiga por dia (RR 0,95; IC95% 0,93-0,98; P=0,001). Portanto, o consumo da manteiga se associa com mortalidade geral, e não se associa com eventos cardiovasculares; além disso, se associa inversamente com incidência de diabetes. Durante o clube foram discutidos os seguintes aspectos:
·         Os resultados foram de pequena magnitude, além do viés de aferição (questionários) não poder ser excluído; não se podendo fazer recomendações sobre o consumo de manteiga, a favor ou contra, baseado nesse estudo;
·         A análise não foi estratificada para população com alto risco cardiovascular.

Pílula do clube: O consumo de manteiga apresenta pouca ou nenhuma associação com desfechos clínicos relevantes em longo prazo em uma população geral.


Discutido no Clube de Revista de 24/10/2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anabolic Effects of Nandrolone Decanoate in Patients Receiving Dialysis A Randomized Controlled Trial

Kisten L. Johansen, Kathleen Mulligan, Morris Schambelan JAMA 1999, 281(14):1275-81 https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticl...