segunda-feira, 14 de abril de 2014

Comentário do Clube de Revista de 27/01/2014

Generic and Brand-Name L-Thyroxine Are Not Bioequivalent for Children With Severe Congenital Hypothyroidism
Jeremi M. Carswell, Joshua H. Gordon, Erica Popovsky,
Andrea Hale, and Rosalind S. Brown

J ClinEndocrinolMetab 2013, 98:610–617.

Esse ensaio clínico randomizado, aberto e cruzado, realizado em centro médico acadêmico americano teve como objetivo avaliar a bioequivalência da levotiroxina da marca Synthroid com a levotiroxina genérica do laboratório Sandoz em crianças com hipotireoidismo grave. Para tanto, foram randomizados 31 pacientes (13 no grupo Synthroid e 18 no grupo genérico, sendo 20 pacientes com hipotireoidismo congênito e 11 com hipotireoidismo adquirido) para receberem a medicação na mesma dose em que vinham usando. Após 8 semanas, os pacientes trocavam de grupo. Os critérios de inclusão foram pacientes entre 3 e 18 anos com hipotireoidismo cujo TSH no diagnóstico fosse > 100 mU/L e cujo TSH estivesse dentro do esperado para a faixa etária após 4 semanas da visita inicial antes da randomização. Eram coletados TSH, T4 livre e T3 na semana 0, 8 e 16. Foram excluídos pacientes com doença gastrointestinal ou uso de medicações que pudessem afetar absorção ou ação da levotiroxina. O desfecho primário foi a concentração nos níveis de TSH entre os grupos e o desfecho secundário foram níveis de T4L e T3 total. Dos pacientes randomizados, 16 já estavam uso de Synthroid e 15 em uso de outras marcas (6 Levoxyl, 9 genéricos). A concentração de TSH foi menor no grupo que fez uso de Synthroid após 8 semanas de uso comparada ao grupo que usou levotiroxina genérica (0,7 um/L vs 1,8 um/L; P=0,002), não havendo diferença nos níveis de T4 livre e T3. Excluindo-se os dois pacientes não aderentes após contagem de comprimidos, os resultados permaneceram semelhantes. Quando a análise foi realizada de acordo com a doença de base, a diferença nos níveis de TSH esteve presenteapenas nos pacientes com hipotireoidismo congênito (diferença de 1,4 mU/L; P=0,0005) e não nos pacientes com hipotireoidismo adquirido (diferença de -0.3 mU/L; P=0,70). Esses resultados permanecem inalterados quando ajustada para idade do pacientes (pacientes com hipotireoidismo congênito tendem a ser mais jovens e necessitarem de maior dose de levotiroxina por Kg de peso corporal). Durante o clube, os seguintes pontos foram discutidos:
  • Uma análise clinicamente importante, mas que não foi realizada, seria verificar se os níveis de TSH ficaram fora do alvo para as faixas etárias após troca da marca;
  • Embora o tamanho da amostra calculado foi significativo para encontrar uma diferença de 40% entre os níveis de TSH entre os grupos com poder de 80%, o número de pacientes analisados foi pequeno;
  • Foi realizada apenas uma amostra de TSH em cada paciente a cada 8 semanas, não sendo considerada a variabilidade biológica deste exame;
  • Embora as duas apresentações de levotiroxina tenham resultado em pequenas diferenças nos níveis de TSH, este resultado não significa que uma é superior a outra.

Pílula do Clube: De acordo com os resultados desse estudo, Synthroid e Levotiroxina genérica da marca Sandoz parecem ter efeito biológico comparável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lower versus Traditional Treatment Threshold for Neonatal Hypoglycemia

van Kempen AAMW, Eskes PF, Nuytemans DHGM, van der Lee JH, Dijksman LM, van Veenendaal NR, van der Hulst FJPCM, Moonen RMJ, Zimmermann LJI...