segunda-feira, 14 de abril de 2014

Comentário do Clube de Revista de 27/01/2014

Generic and Brand-Name L-Thyroxine Are Not Bioequivalent for Children With Severe Congenital Hypothyroidism
Jeremi M. Carswell, Joshua H. Gordon, Erica Popovsky,
Andrea Hale, and Rosalind S. Brown

J ClinEndocrinolMetab 2013, 98:610–617.

Esse ensaio clínico randomizado, aberto e cruzado, realizado em centro médico acadêmico americano teve como objetivo avaliar a bioequivalência da levotiroxina da marca Synthroid com a levotiroxina genérica do laboratório Sandoz em crianças com hipotireoidismo grave. Para tanto, foram randomizados 31 pacientes (13 no grupo Synthroid e 18 no grupo genérico, sendo 20 pacientes com hipotireoidismo congênito e 11 com hipotireoidismo adquirido) para receberem a medicação na mesma dose em que vinham usando. Após 8 semanas, os pacientes trocavam de grupo. Os critérios de inclusão foram pacientes entre 3 e 18 anos com hipotireoidismo cujo TSH no diagnóstico fosse > 100 mU/L e cujo TSH estivesse dentro do esperado para a faixa etária após 4 semanas da visita inicial antes da randomização. Eram coletados TSH, T4 livre e T3 na semana 0, 8 e 16. Foram excluídos pacientes com doença gastrointestinal ou uso de medicações que pudessem afetar absorção ou ação da levotiroxina. O desfecho primário foi a concentração nos níveis de TSH entre os grupos e o desfecho secundário foram níveis de T4L e T3 total. Dos pacientes randomizados, 16 já estavam uso de Synthroid e 15 em uso de outras marcas (6 Levoxyl, 9 genéricos). A concentração de TSH foi menor no grupo que fez uso de Synthroid após 8 semanas de uso comparada ao grupo que usou levotiroxina genérica (0,7 um/L vs 1,8 um/L; P=0,002), não havendo diferença nos níveis de T4 livre e T3. Excluindo-se os dois pacientes não aderentes após contagem de comprimidos, os resultados permaneceram semelhantes. Quando a análise foi realizada de acordo com a doença de base, a diferença nos níveis de TSH esteve presenteapenas nos pacientes com hipotireoidismo congênito (diferença de 1,4 mU/L; P=0,0005) e não nos pacientes com hipotireoidismo adquirido (diferença de -0.3 mU/L; P=0,70). Esses resultados permanecem inalterados quando ajustada para idade do pacientes (pacientes com hipotireoidismo congênito tendem a ser mais jovens e necessitarem de maior dose de levotiroxina por Kg de peso corporal). Durante o clube, os seguintes pontos foram discutidos:
  • Uma análise clinicamente importante, mas que não foi realizada, seria verificar se os níveis de TSH ficaram fora do alvo para as faixas etárias após troca da marca;
  • Embora o tamanho da amostra calculado foi significativo para encontrar uma diferença de 40% entre os níveis de TSH entre os grupos com poder de 80%, o número de pacientes analisados foi pequeno;
  • Foi realizada apenas uma amostra de TSH em cada paciente a cada 8 semanas, não sendo considerada a variabilidade biológica deste exame;
  • Embora as duas apresentações de levotiroxina tenham resultado em pequenas diferenças nos níveis de TSH, este resultado não significa que uma é superior a outra.

Pílula do Clube: De acordo com os resultados desse estudo, Synthroid e Levotiroxina genérica da marca Sandoz parecem ter efeito biológico comparável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anabolic Effects of Nandrolone Decanoate in Patients Receiving Dialysis A Randomized Controlled Trial

Kisten L. Johansen, Kathleen Mulligan, Morris Schambelan JAMA 1999, 281(14):1275-81 https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticl...