sábado, 4 de janeiro de 2014

Comentário do Clube de Revista de 16/12/2013

Are Metabolically Healthy Overweight and Obesity Benign Conditions?: A Systematic Review and Meta-analysis
Caroline K. Kramer, Bernard Zinman and Ravi Retnakaran

Ann Intern Med. 2013;159(11):758-769

Esta revisão sistemática de estudos observacionais foi realizada visando avaliar a associação entre status metabólico, diferentes estados nutricionais (normal, sobrepeso e obeso) e mortalidade. Foram selecionados estudos de coorte e estudos transversais que avaliaram mortalidade geral e/ou eventos cardiovasculares e possibilitassem a divisão dos indivíduos em grupos metabolicamente saudável ou doente e peso normal, sobrepeso ou obesidade. Foram incluídos 8 estudos de coorte e 4 estudos transversais, totalizando 61386 indivíduos. Na meta-análise, o grupo com peso normal e metabolicamente saudável foi considerado grupo controle. Dentre os resultados, destaca-se o aumento de risco de eventos no grupo obeso/metabolicamente saudável (RR 1,24 IC95% 1,02-1,55) quando analisados apenas estudos de seguimento longo (>10 anos) e a ausência de risco no grupo sobrepeso/metabolicamente saudável, tanto considerando todos os estudos, como os de maior seguimento. O grupo peso normal/metabolicamente doente também apresentou aumento de risco (RR 3,14; IC95%, 2,36-3,93), taxa de eventos comparável a encontrada no grupo obeso/metabolicamente doente (RR 2,65; IC95% 2,18-3,12). A taxa de heterogeneidade para a análise dos obesos/metabolicamente saudáveis não foi elevada (I2 33,6%, P=0,08) e não foi detectado viés de publicação. Durante a discussão do Clube de Revista os seguintes pontos foram:
  • A busca pareceu ter sido adequadamente conduzida e os termos utilizados são claramente apresentados;
  • A qualidade dos estudos selecionados foi muito boa;
  • A definição de metabolicamente doente foi bastante semelhante entre os grupos, sendo usados os critérios de síndrome metabólica (IDF ou ATP III) na maioria dos estudos;
  • O principal resultado (aumento de risco em obesos/metabolicamente saudáveis) foi identificado apenas em estudos de longo seguimento, uma sub-análise definida a priori;
  • Em algumas análises a heterogeneidade foi alta, e mesmo explorando-a sistematicamente, não foi completamente explicada;
  • Não foi possível ajustar as análises para tabagismo e uso de medicações (estatinas).

Pílula do Clube: O presente estudo reforça a obesidade como marcador de risco para a ocorrência de eventos cardiovasculares e mortalidade, mesmo em indivíduos metabolicamente “saudáveis”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lower versus Traditional Treatment Threshold for Neonatal Hypoglycemia

van Kempen AAMW, Eskes PF, Nuytemans DHGM, van der Lee JH, Dijksman LM, van Veenendaal NR, van der Hulst FJPCM, Moonen RMJ, Zimmermann LJI...