domingo, 3 de novembro de 2013

Comentário do Clube de Revista de 19/08/2013

Home-Based Walking Exercise Intervention in Peripheral Artery Disease
McDermott M, Liu K, Guralnik JM, Criqui MH, Spring B, Tian L, Domanchuk K, Ferrucci L, Lloyd-Jones D, Kibbe M, Tao H, Zhao L, Liao Y, Rejeski WJ

JAMA 2013, 310:57-65.

Neste ensaio clínico randomizado foi avaliado o efeito de uma intervenção de educação e exercício em grupo para pacientes com doença vascular periférica (DVP). Foram randomizados 194 pacientes com DVP e comorbidades graves para a intervenção ou controle. No grupo intervenção ocorriam encontros semanais em pequenos grupos: 45 minutos de aula sobre a doença seguidas de 45 minutos de treinamento sob supervisão de educador físico, bem como estímulo à realização de exercícios de caminhada de 50 minutos cinco vezes por semana. O grupo controle recebia aulas semanais em pequenos grupos sobre cuidados gerais em saúde com duração de 60 minutos. Ambos os grupos receberam as intervenções por 6 meses. O desfecho principal foi desempenho no teste de caminhada de 6 minutos (TC6M); qualidade de vida, atividade física, desempenho em esteira foram avaliados como desfechos secundários. O grupo intervenção apresentou aumento da capacidade no TC6M (+53,5 metros) em relação ao grupo controle (p<0,001) ao final da intervenção. Para os desfechos secundários, destaca-se: aumento de 1,02 minuto de tempo de caminhada livre de dor (p=0,02) e melhora nas avaliações de sintomas de DVP favorecendo a intervenção. Não houve diferença entre os grupos quanto à qualidade de vida global. Durante o Clube de Revista, os seguintes pontos foram discutidos:
  • Em função do tipo de intervenção proposta foram selecionados somente pacientes com comorbidades controladas;
  • A intervenção, apesar de estruturada, tratava-se de uma intervenção de fácil aplicação e de baixo custo (apenas um encontro semanal);
  • Os resultados foram semelhantes em todos os sub-grupos, incluindo pacientes com diabetes tipo 2, pacientes com e sem sintomas;
  • O aumento de 53 metros no TC6M é considerando de grande monta neste tipo de paciente.

Pílula do Clube:
O presente estudo reforça a eficácia e a aplicabilidade da realização de exercícios na DVP, previamente demostrada em estudos com intervenções estruturadas, trazendo informação adicional em de que é factível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lower versus Traditional Treatment Threshold for Neonatal Hypoglycemia

van Kempen AAMW, Eskes PF, Nuytemans DHGM, van der Lee JH, Dijksman LM, van Veenendaal NR, van der Hulst FJPCM, Moonen RMJ, Zimmermann LJI...