segunda-feira, 30 de julho de 2012

Comentário do Clube de Revista de 25/06/2012


Combination Chemotherapy in Advanced Adrenocortical Carcinoma
Martin Fassnacht, Massimo Terzolo, Bruno Allolio, Eric Baudin, Harm Haak, Alfredo Berruti, Staffan Welin, Carmen Schade-Brittinger, André Lacroix, Barbara Jarzab, Halfdan Sorbye, David J. Torpy, Vinzenz Stepan, David E. Schteingart, Wiebke Arlt, Matthias Kroiss, Sophie Leboulleux, Paola Sperone, Anders Sundin, Ilse Hermsen, Stefanie Hahner, Holger S. Willenberg, Antoine Tabarin, Marcus Quinkler, Christelle de la Fouchardière, Martin Schlumberger,  Franco Mantero, Dirk Weismann, Felix Beuschlein, Hans Gelderblom, Hanneke Wilmink, Monica Sender, Maureen Edgerly, Werner Kenn, Tito Fojo, Hans-Helge Müller, and Britt Skogseid, for the FIRM-ACT Study Group*

N Engl J Med 2012; 366:2189-2197


            Neste ECR, foram randomizados 304 pacientes com carcinoma de adrenal avançado para receber um de dois esquemas de quimioterapia: etoposide, doxorubicina e cisplatina a cada 4  semanas (EDP) ou estreptozocina a cada 3 semanas. Todos os pacientes receberam mitotano e podiam receber a segunda linha de tratamento (o esquema quimioterápico do outro braço), se apresentassem progressão da doença. O desfecho primário avaliado pelos autores foi sobrevida total. Em relação a este desfecho os pacientes randomizados para os dois esquemas de quimioterapia não apresentaram diferenças: 14,8 meses (EDP) vs. 12,0 meses (estreptozocina). Em relação aos desfechos secundários, os pacientes que receberam EDP tiveram uma taxa de resposta maior (23,2% vs. 9,2%; p<0,001) e aumento da sobrevida livre de doença (5,0 vs. 2,1 meses; p<0,001) do que aqueles que receberam estreptozocina. Os efeitos adversos dos dois esquemas foram semelhantes. Durante o Clube de Revista, os seguintes aspectos foram discutidos:
  • Não houve descrição das perdas ao longo do estudo;
  • O estudo não foi cegado;
  • O estudo não contou com um braço placebo (uso apenas de mitotano), o que seria de imprescindível para avaliar se a resposta apresentada com o esquema EDP é melhor do que somente o uso do mitotano, uma vez que nenhum esquema de quimioterapia é habitualmente utilizado neste tipo de neoplasia;
  • Praticamente todos pacientes randomizados apresentavam doença em estágio IV, havendo somente um paciente em estágio III;
  • O benefício absoluto da terapia é pequeno (aumento da sobrevida livre de doença de 2,1 para 5 meses), o que, frente a alta taxa de efeitos adversos (58,1% de efeitos adversos graves com o esquema EDP) limita a aplicação da mesma na prática clínica;
  • As doses de quimioterápicos utilizadas foram as usuais para tratamento de outros tumores sólidos.


Pílula do Clube: Em pacientes com carcinoma de adrenal estágio IV, o uso de esquema de quimioterapia com EDP é melhor que o uso da estreptozocina, porém apresenta benefício absoluto pequeno e alta taxa de efeitos adversos graves, e não se sabe se estes efeitos são maiores do que a terapia quimioterápica usual deste tipo de tumores (mitotano).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anabolic Effects of Nandrolone Decanoate in Patients Receiving Dialysis A Randomized Controlled Trial

Kisten L. Johansen, Kathleen Mulligan, Morris Schambelan JAMA 1999, 281(14):1275-81 https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticl...