sexta-feira, 1 de junho de 2012

Comentário do Clube de Revista de 07/05/2012


Treatment of Amiodarone-Induced Thyrotoxicosis Type 2: A Randomized Clinical Trial
Silvia A. Eskes, Erik Endert, Eric Fliers, Ronald B. Geskus, Robin P. F. Dullaart, Thera P. Links, and Wilmar M. Wiersinga

J Clin Endocrinol Metab 2012, 97 499–506.


            Neste ECR, os autores avaliaram o efeito do perclorato no tratamento da tireoidite induzida por amiodarona do tipo 2. Para isso, foram analisados dados de 36 pacientes randomizados para três grupos: grupo A (prednisona + metimazol, n=12), grupo B (perclorato + metimazol, n=14) e grupo C (prednisona + perclorato + metimazol, n=10). Todos os grupos permaneceram usando amiodarona.  A dose de prednisona utilizada foi de 30 mg por dia e o perclorato foi administrado na dose de 500 mg duas vezes por dia. Não houve qualquer tipo de cegamento durante o estudo e o seguimento foi de 2 anos. O desfecho de interesse foi a eficácia da terapia, definida como nível de TSH > 0,4 um/L em vigência de amiodarona. A taxa de resposta inicial apresentada pelos três grupos foi de 100% no grupo A e C (que utilizaram prednisona) e 71% no grupo B (que utilizou somente perclorato, sem prednisona). O tempo para atingir a resposta não foi diferente entre os grupos. Durante o Clube de Revista, os seguintes pontos foram discutidos:
  • O estudo não apresentou cálculo de tamanho de amostra, nem estimativa de erro beta com a amostra utilizada, e contou com número pequeno de participantes;
  • Não foram descritas as características das perdas durante o estudo (6 pacientes foram excluídos após a randomização);
  • O desenho do estudo e o seu registro apresentaram algumas discordâncias, como a presença de um grupo placebo e o cegamento (ambos incluídos com características do estudo no registro);
  • A análise foi realizada per protocol, ao invés da preferível intention to treat;
  • A randomização realizada permanecia durante os 3 meses iniciais do estudo, pois após este período os pacientes podiam ter seu tratamento modificado em função do não controle da doença. Estas modificações no tratamento não estão bem descritas no estudo, podendo ter havido diferença no manejo dos três grupos;
  • Não havia um grupo placebo para avaliar a taxa de remissão espontânea da tireotoxicose.

Pílula do Clube: este estudo sugere que a amiodarona pode ser mantida nos pacientes com tireoidite do tipo 2 secundária a este medicamento. A prednisona parece ser a terapia de escolha e o perclorato não parece ter papel no tratamento desta condição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anabolic Effects of Nandrolone Decanoate in Patients Receiving Dialysis A Randomized Controlled Trial

Kisten L. Johansen, Kathleen Mulligan, Morris Schambelan JAMA 1999, 281(14):1275-81 https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticl...