quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Comentário do Clube de Revista de 16/11/2010

TSH reference values for adult Brazilian population
Pedro Weslley Rosario, Arthur Cezar Malard Xavier, Maria Regina Calsolari
Arq Bras Endocrinol Metab. 2010;54/7 (http://www.scielo.br/pdf/abem/v54n7/03.pdf)

Este estudo aborda a questão dos valores de referência do TSH e se propõe a definir estes valores para a população brasileira a partir de um estudo em uma população de Belo Horizonte, Minas Gerais. Da mesma maneira que estudos já disponíveis na literatura internacional e de acordo com as recomendações da National Academy of Clinical Biochemistry, tentou-se retirar da amostra estudada pacientes com doença tireoideana. Como resultado, os autores apontam como valores de referência para a população brasileira, valores entre 0,43 e 3,24 mIU/L. Após a discussão no Clube de Revista, levantamos as seguintes limitações deste resultado:
  • O estudo não descreve adequadamente como foram selecionados os indivíduos avaliados, o que dificulta a generalização dos resultados (limitação da validade externa).
  • Como limitação a todos os estudos que objetivam avaliar os valores de referência de TSH para o diagnóstico de hipotireoidismo, este estudo também não apresenta correlação com variáveis clínicas, o que - se feito - poderia sugerir o ponto de corte de TSH a partir do qual existe repercussão biológica da disfunção tireoideana. Ainda que este item fosse contemplado, ainda ficaria a indefinição sobre se intervir em pacientes com TSH acima deste ponto de corte se traduziria em algum benefício clínico. De um modo geral, esta é uma limitação do conceito de normalidade atualmente vigente na cultura médica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anabolic Effects of Nandrolone Decanoate in Patients Receiving Dialysis A Randomized Controlled Trial

Kisten L. Johansen, Kathleen Mulligan, Morris Schambelan JAMA 1999, 281(14):1275-81 https://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticl...